quinta-feira, 6 de outubro de 2011

e acho que muito mais irá acontecer!


ainda não sei bem o que é ser enfermeira. 
sei  o que é ser quase - enfermeira: não me lembrar que preciso de ir almoçar/jantar/cear. aguentar ao máximo não ir à casa de banho porque estava no bloco de partos. passar oito horas inteiras acordada enquanto os doentes dormem. conseguir levantar e baixar camas do hospital sem comando. ajudar pessoas mais pesaditas que eu, nos cuidados de higiene e mobilização, isto sozinha. ter que fazer procedimentos invasivos enquanto as minhas mãos tremem. fazer uma criança chorar com estes procedimentos. receber um coração de menino com um mau prognóstico. quase cair à frente dos senhores doutores de medicina num bloco operatório (piso molhado)! receber abraços inesperados. só ir a casa dormir entre turnos. perder-me no hospital e ter o mapa do mesmo na mão. deixar cair para a máscara (tapa nariz e boca) as lágrimas ao ver o nascimento de um filho muito desejado. cuidar de um bebé recém-nascido durante horas, estava muito doente (e sentir-me nervosa que nem uma mãe). receber a noticia de morte de doentes que acompanhei. ter medo de todas as enfermeiras e ainda mais da enfermeira-chefe. decorar toda a medicação nos transportes públicos. chorar após uma consulta de pedopsiquiatria. brincar ao faz de conta. 
e pensava eu que bastava ter queda para saber fazer os procedimentos técnicos. ser enfermeira é ter capacidade de gestão, coração forte e estar pronta para qualquer situação!

ah e inspirei-me aqui no God Bless This Mess

4 comentários:

Caos disse...

Também chorei quando vi o meu primeiro parto! É um dos momentos mais bonitos de sempre. Ainda só sou enfermeira desde Julho por isso também ainda não me parece bem real, mas tenho mesmo orgulho no que faço :)

Marisa Oliveira disse...

Tenho uma grande amiga minha enfermeira e acho que acima de todos os procedimentos está o grande coração ! Ter a capacidade de gerir as emoções e dar sempre o seu melhor aos utentes.

Acho que como enfermeira assistirás às coisas mais fantásticas de sempre!

Beijinho

Ana disse...

Dou muito valor ao trabalho dos enfermeiros, principalmente a partir do momento em que dependi muito deles...e dos auxiliares que também são extraordinários.

Ana (A mamã é só minha) disse...

No meu segundo e último parto, ou melhor, pós parto, fiquei com uma imagem muito positiva das enfermeiras. Fui tão bem tratada, tão paparicada.
Perguntava-me como é que elas conseguem trabalhar tantas horas seguidas, ouvir bebés a chorar toda a noite, e ao fim do turno chegam ao pé de nós, mães, cheias de olheiras e sorriem, e pegam no nosso bebé com toda a calma do mundo e acalma-nos melhor que nós mães, que estamos num tal estado de ansiedade, de cansaço e cheias de receios e preocupações.
Ser enfermeira, é tudo isso e muito mais.
Obrigada por tudo!

Beijinhos e bom fim-de-semana :)