quarta-feira, 21 de setembro de 2011

wake up, my nurse!

Tumblr_lqk4v0f0nn1qkf5z5o1_500_large
esta semana está a ser muito cansativa e tem sido complicado voltar à rotina: ando sempre cheia de fome, sede, sono e facilmente a minha mente voa. se já estava cansada antes da aula, após ouvir a professora falar sobre a história do ensino, o que eu achei nada pertinente, comecei a recordar certas coisas: palavras bonitas que me disseram ao ouvido, beijos, carinhos... ao que a professora começa a falar da necessidade de pertença por parte do Homem e eu acordo. Achei curioso porque foi isso que ultimamente estava a sentir: necessidade de saber onde pertenço. Depois voltou a falar de história, guerras e personalidades marcantes e eu voltei a sonhar, já nem sei com quê. Depois pensei o que iria escrever aqui e a mente divagou novamente, enquanto mexia nas ondas do cabelo, nas viagens que gostava de fazer. Durante quatro horas pensei em tudo e mais alguma coisa mas não consegui chegar a nenhuma conclusão nem no queria comer, na pesquisa que tenho para fazer e o filme que quero ir ver ao cinema esta semana.

    “Eu não tenho filosofia: tenho sentidos...
       Se falo na Natureza não é porque saiba o que ela é.
       Mas porque a amo, e amo-a por isso,
       Porque quem ama nunca sabe o que ama
       Nem por que ama, nem o que é amar...”
                                                                            Alberto Caeiro

    Sonhar acordada é uma coisa que gosto de fazer quando vou nos transportes públicos, no carro, na sala de espera, quando dá anúncios na televisão, quando alguém fala de algo que me passa ao lado.

    Sonhar!

2 comentários:

Paul d.C. disse...

Oh c, sonhar é tão bom. Sim, convém ter os pés na terra...mas fazem falta mais sonhadores. Eu também adoro sonhar...costumam dizer que passo mais tempo no "meu mundo" do que neste...mas enfim =P

Não te esqueças deste mundo, mas não pares de sonhar, nunca =)

cereja disse...

Sou totalmente como tu, perco-me imenso nos pensamentos, nos sonhos... Espero que um dia viajes muito e que conheças muitos lugares mas que principalmente, te encontres.